RFID Systems




Serviços: CASE Santa Marcelina

Leitor da ACURA garante controle de inventário da APS Santa Marcelina

Solução INOVA Patrimônio RFID com leitores da ACURA Global permite realizar a gestão de ativos de maneira eficiente.

O Hospital Santa Marcelina foi pioneiro no processo de implantação do Programa de Atenção à Saúde (PAS), que aconteceu em São Paulo em 1996, iniciando com 9 unidades básicas ao mesmo tempo com 27 equipes de saúde da família, média de 3 por unidade. O Projeto Qualis se expandiu rapidamente e no final de 2001 já contava com 28 unidades de saúde, 96 equipes e uma população cadastrada de mais de 300 mil habitantes. Neste processo o Santa Marcelina desempenhou um importante papel na reorganização da Atenção Básica ao se tornar parceiro da Secretária para a zona leste II de São Paulo, que compreende as subprefeituras de Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Itaim Paulista, Itaquera, São Mateus e São Miguel.

A solução INOVA Patrimônio RFID tem instalação simples e imediata, bastando baixar o aplicativo em qualquer dispositivo Android. Ao fazer o login, todas as informações da empresa já estarão pré-cadastradas. A solução conta com manual em vídeotutoriais totalmente online e suporte em tempo real na web. O software com tecnologia híbrida permite uso de RFID, código de barras ou identificação visual do parceiro BRFID.

Sobre a Solução

O Cliente: A APS Santa Marcelina tem por objetivo oferecer assistência, ensino, pesquisa e extensão na Atenção Primária à Saúde, alcançando alto nível e garantindo bem estar, equidade e solidariedade em suas ações.

Desafio Proposto: Otimizar o tempo de conferência e controle de ativos, além de precisão de inventário utilizando tecnologia RFID.

Equipamentos: Leitor BT-900 e Tags RFID.

Solução: Criação de uma estrutura de informações em banco de dados, permitindo fácil integração com sistemas legados. Banco de dados em nuvem, permitindo sua ampliação instantânea conforme são feitas novas adesões além da segurança de backups e redundâncias no uso 24 x 7.

Funcionamento: O tag é aplicado nos ativos e a verificação é feita com o leitor BT-900, que identifica os itens em diferentes áreas da unidade sem que tenham que ser tirados do lugar. Feita a conferência é possível visualizar informações cadastrais do ativo, tais como modelo, fabricante, localização, centro de custos, etc.

Diferenciais / Melhorias práticas: A utilização do banco de dados integrado ao sistema RFID permite que erros sejam evitados, além de agilizar a verificação de materiais e garantir a gestão de ativos.

Ganhos / Benefícios: Diminuição de erros de controle, maior segurança, rapidez e baixa na conferência.

Visão Geral

Logo Santa Marcelina


Produtos Ideais para a Solução